Webster, James Ronald

The Valley (Anguila), 1926

Herói nacional de Anguila, microterritório britânico localizado no Caribe, James Ronald Webster foi o principal líder da Revolução Anguilense de 1967 – movimento separatista que lutou pela autonomia da ilha em relação a São Cristóvão e Névis, território caribenho também pertencente à comunidade britânica. A união administrativa dessas ilhas começou em 1824. Para os anguilenses, São Cristóvão e Névis utilizaram seu maior porte e influência política para historicamente concentrar fundos. A situação mudou definitivamente em 1980, quando houve a secessão e a Grã-Bretanha concedeu a Anguila o estatuto de Estado associado. Quando jovem, Ronald Webster conheceu uma ilha marcada pela pobreza. Ao contrário dos territórios vizinhos, lá o solo não era tão fértil nem o clima tão propício à implantação de culturas destinadas à exportação, como a cana-de-açúcar. Na década de 1930, Webster fez a mesma coisa que tantos outros anguilenses: migrou para a vizinha Saint Martin para trabalhar na lavoura.

Seu destino mudou quando seus empregadores faleceram e deixaram a propriedade para ele. Determinado a mudar a história de seu povo, vendeu a fazenda em meados dos anos 60 e decidiu voltar para Anguila. Comandou o movimento separatista de 1967 e, com a realização de eleições livres, foi eleito ministro-chefe, cargo que ocupou entre 1976 e 1977 e entre 1980 e 1984. Criticado por seu estilo centralizador pelos opositores, sofreu derrotas eleitorais em sua vida política. Mas nada que prejudicasse o reconhecimento de que é o “pai dos anguilenses”.

Conteúdo relacionado
Anguila
São Cristóvão e Névis